Escolhendo o ANTICONCEPCIONAL | Dra. Graziele Cervantes - Ginecologia e Videocirurgia

Escolhendo o ANTICONCEPCIONAL

Saiba quais são os principais métodos contraceptivos e como escolher o melhor para você.

Os contraceptivos são métodos ou dispositivos desenvolvidos para evitar a concepção, ou gravidez. Ao longo dos anos, inúmeras maneiras de prevenção da gestação foram descobertas. Os métodos podem ser permanentes ou não permanentes, métodos de barreira, hormonais e até não hormonais.

Como os anticoncepcionais funcionam?

Primeiro, vamos entender de maneira rápida como o nosso organismo funciona.
Todos os meses, através dos picos hormonais, o nosso organismo é programado para a ovulação e para preparar a camada interna do útero (endométrio) para receber um possível bebê. Quando a gestação não acontece, a oscilação destes mesmos hormônios provocam a menstruação, e um novo ciclo recomeça.
Ao utilizar os anticoncepcionais hormonais, deixamos de produzir os hormônios em picos oscilatórios, para receber externamente e “artificialmente” doses diárias e similares. Esta constante dose diária promove inúmeras alterações no organismo desfavorecendo a ovulação e até uma gestação. De maneira geral, assim funcionam todos os contraceptivos hormonais, sejam injetáveis, comprimidos, adesivos, dispositivos intra-uterinos, e outros.
“A associação de preservativos e outros contraceptivos é a melhor opção!”
Porém, algumas pessoas possuem restrições ao uso de anticoncepcionais hormonais, ou há apenas um desejo de uma contracepção com menores efeitos colaterais. Nesta categoria, sem encontram os contraceptivos não hormonais.
O mais conhecido é o DIU de cobre, e também o DIU de prata, recém inserido ao mercado. Ambos causam uma reação inflamatória no útero, que não faz mal o organismo, mas que deixa a região mais hostil ao espermatozóide, dificultando assim a gestação.
E não podemos esquecer dos métodos de barreira, o famoso preservativo, que pode ser feminino ou o masculino. Ambos atuam como método contraceptivo evitando a passagem do espermatozóide para o útero, e também é o único método que evita as DSTs.

Como escolher?

Cada contraceptivo apresenta indicações e contra-indicações muito específicas, de acordo com a idade da mulher, hábitos e objetivos.
Todos devem ser bem avaliados entre você e seu médico para que ocorra uma adesão adequada ao método, diminuindo os índices de falha e uma melhor qualidade de vida para a mulher.
Procure o seu médico de confiança, juntos vocês são melhores!

Dúvidas?

Se você ainda tem dúvidas sobre o uso dos anticoncepcionais, deixe aqui sua mensagem! Vamos esclarecer juntas!